A verdade aterradora que ninguém nunca te contou sobre o day trade

Thiago Cardoso
Analista Chefe
17/4/2016

Esse artigo tem o objetivo de acabar com a ideia de que é possível largar o emprego e viver de Bolsa por meio de trades, em especial, o day trade.

Continue lendo este artigo para saber mais sobre:

Eu respeito bastante o trade. Porém, ele deve ser feito de maneira responsável e você deve ser consciente do que ele significa.

O que é o trade?

O trade é uma operação que consiste em comprar um ativo e vendê-lo no curto prazo com o objetivo de lucrar com a variação de sua cotação. Pode durar alguns meses, semanas, dias ou até mesmo a posição ser fechada no mesmo dia, processo conhecido como day trade.

Tornou-se muito comum a figura do day trade, em que o especulador compra e vende o mesmo ativo no mesmo dia. Em alguns casos, essas operações são feitas por robôs, o que é denominado de High Frequency Trade ou Trade de Alta Frequência, em que é comum que o tempo entre a compra e a venda de um ativo atinja algo por volta de 8 segundos.

Há até um comentário sobre Wall Street. Os grandes fundos de investimentos não podem se localizar em outro lugar. Se um fundo estivesse localizado na Flórida, o tempo necessário para que os dados fossem transmitidos de lá até Wall Street seria tão alto que inviabilizaria um trade que dura 8 segundos. É verdade.

Porém, o que pouco se fala por Wall Street é que esse tipo de operação não é um investimento e não trará lucros consistentes de longo prazo.

O Fator mais importante para o seu Enriquecimento é o quanto você poupa

Essa é uma verdade que as pessoas se esquecem quando começam a gostar de investir. Sim, investir é legal. Porém, a sua principal fonte de renda é o seu trabalho.

E nada, nada, nada é mais importante para a sua riqueza futura do que o quanto você poupa por mês.

Considere Bruno e Lucas. Bruno se dedica a seu trabalho, poupa R$2 mil por mês, mas não consegue obter mais que 15% ao ano nos seus investimentos. Já Lucas lê sobre Bolsa o tempo inteiro e ganha 20% ao ano, porém poupa apenas R$1 mil por mês.

Bruno vai ser mais rico.

Portanto, não adianta ler sobre bolsa no seu trabalho achando que isso vai te trazer algum benefício futuro em termos de patrimônio. O maior benefício é se você se dedicar a seu trabalho e a poupar.

Ah, mas eu quero viver de Bolsa. Recomendo duas oportunidades:

A verdade sobre as corretoras

Comprar ou vender? Se as corretoras fossem sinceras, elas diriam: tanto faz. Afinal, elas ganham dinheiro nos dois casos.

A grande maioria das corretoras publicam suas recomendações com alguma periodicidade. Porém, existe algo que sempre me chamou a atenção: em geral, elas trocavam mais da metade da carteira em menos de três meses.

Naturalmente, isso não faz o menor sentido quando se fala de investimentos. Como eu sempre digo: experimente abrir uma empresa e veja se você consegue obter algum retorno do seu investimento em três meses.

Porém, com a experiência, eu passei a entender a verdade sobre as análises das corretoras. Para elas, não importa se você ganha ou se você perde dinheiro com investimentos. As corretoras sempre ganham.

Uma corretora ganha uma taxa de corretagem (cerca de R$10 a R$20) por operação de compra e venda. Portanto, ela está interessada que você gire o seu patrimônio o tempo inteiro, ou seja, comprar e vender o tempo inteiro.

A seguir, temos duas reportagens diferentes sobre avaliações do Credit Suisse da OGX. Em 2011, a Revista Época mostra que o banco estava animado estipulando o preço alvo do ativo em R$25. Dois anos depois, o Valor publicou uma reportagem em que o Credit Suisse recomenda venda.


Basicamente, o Credit Suisse seguiu a manada de analistas. Porém, não se iluda. Quem perdeu dinheiro com a OGX não foi o banco, mas você.

Você, o investidor individual, que se guia por esses analistas. Você perdeu dinheiro, você ficou pobre, como é o caso do homem que vendeu um apartamento para investir na empresa.

O banco ganhou muito dinheiro com corretagem. Não importa se o ativo recomendado se valorizou ou despencou.

Não se esqueça: Não existe fada do dente. As corretoras não estão aí para fazer você ganhar mais dinheiro. Elas estão aí apenas para fazer você comprar e vender ações o tempo inteiro. É assim que elas ganham dinheiro.

Não seja tolo. Não patrocine a BM&F Bovespa e as corretoras. Patrocine seus próprios recursos.

Trade não é investimento

O trade não é voltado para a produção de bens e serviços.

Um trader é aquele que busca pequenas variações de preço no curto prazo. Porém, quando refletimos sobre o que é um verdadeiro investimento, chegamos a uma conclusão muito simples: trade não é investimento, porque não é voltado à produção de bens e serviços.

É verdade que alguns traders podem ganhar dinheiro no curto prazo mesmo que não haja nenhuma produção de bens e serviços. Porém, isso não é possível com todos os traders.

O trade é um jogo de soma zero. Se você está ganhando alguma coisa, tenha certeza de que alguém está perdendo.

Na verdade, o trade é um jogo de soma negativa, porque todos os investidores têm de pagar as taxas de corretagem quando compram e vendem ativos. Observe que essa situação é completamente diferente do que acontece num investimento genuíno em que todos os envolvidos ganham.

Nunca se esqueça disso: o day trade e os trades de curto prazo são jogos de soma zero. Sempre que algum investidor está ganhando, é porque outro está perdendo. No longo prazo, é muito difícil imaginar que esse tipo de investidor vai se dar bem.

De acordo com dados da Trade Ciety, um site especialista em formação de trades, 99% dos trades abandonam a Bolsa em menos de 1 ano.

Além disso, os trades bem-sucedidos não crescem seu patrimônio com esse tipo de operação. Eles investem os lucros obtidos com trades em aplicações de longo prazo.

Você compete com pessoas competentes

No investimento de longo prazo, quando nos tornamos sócios de uma empresa, estamos contratando pessoas de alto nível intelectual para trabalhar para nós.

Todas aqueles diretores, engenheiros e técnicos especializados vão trabalhar dia-a-dia para aumentar o nosso patrimônio.

No entanto, no trade, a situação é inversa. Lembre-se de que não há produção de bens e serviços em poucos dias. Tudo o que há é uma competição entre os traders individuais e os traders que trabalham para os bancos.

De uma maneira simples, quem você acha que vai levar vantagem? Você, que passa o dia trabalhando, ou um trader que trabalha 24 horas por dia pensando em Bolsa e variação dos ativos?

No investimento de longo prazo, tal competição não existe porque os lucros vêm da valorização dos ativos decorrente da venda de bens e serviços. Porém, podemos dizer que os bancos e fundos são, em geral, bastante incompetentes no investimento de longo prazo.

Algumas pessoas podem argumentar que existem métodos de trade que podem proporcionar um ganho consistente no longo prazo. De fato, existem grandes especuladores, como George Soros e Michael Steinhardt, que fizeram fortunas por meio de operações de curto prazo.

Porém, os próprios especuladores admitem que possuem um estilo extremamente rebuscado e difícil de replicar.

Por exemplo, no livro “Os Segredos de Warren Buffett e George Soros”, o autor Mark Tier conta que Soros sente calafrios e dores no corpo quando sente que fez alguma operação errada. Quando sente uma dor no estômago, sabe que é a hora certa de desfazer sua posição.

Os Custos de Corretagem são muito altos

Porém, tenha em mente de que o trade é um jogo de soma zero, ao contrário do investimento, e que os custos são bem maiores. Certa vez, eu vi um pacote sendo vendido por uma corretora de mil corretagens por R$3 mil com um prazo de validade de três meses nesse link.

Imediatamente imaginei quem gastaria tanto dinheiro com taxas de corretagem. E quanto patrimônio essa pessoa precisa ter?

Michael Steinhardt, um mestre do trade, obtinha retornos de 24% ao ano, o que dá em torno de 1,8% ao mês.

Portanto, não faz sentido algum gastar R$3 mil de corretagem a cada 3 meses se você não tem um patrimônio de, pelo menos, R$55 mil – e isso levando em conta que você é um mestre de trades. Para obter lucros razoáveis, o patrimônio deveria ser de R$550 mil (10 vezes o valor mínimo). Apenas compare com os R$1 mil recomendados para começar a investir em ações.

Os Gastos com Impostos são muito altos

Nas operações de trade, o imposto de renda não é nem um pouco generoso:

Os investidores de longo prazo, por sua vez, mantêm os ativos por vários anos e, assim, economizam muito dinheiro com impostos.

É seguro dizer que os investidores de longo prazo guardarão uma parte muito maior do seu patrimônio e de seus lucros do que os traders.

Por isso, mesmo que você consiga um rendimento ligeiramente superior fazendo trades de curto prazo, os impostos e as corretagens podem destruir seu ganho.

Conselhos aos Traders

Use o trade como uma forma de rentabilizar capital

A maior ilusão que leva muitas pessoas a tentar viver de trades é a de viver de Bolsa.

É possível viver de Bolsa? Sim. Quando você já tem muito dinheiro e investido e consegue viver exclusivamente dos dividendos.

Segundo o trader Wagner Caetano em entrevista à Infomoney: “Viver de operações curtas, especialmente day trade, com capital limitado e buscando substância é pura ilusão”. Para ele, é muito possível viver de investimentos, desde que o trader faça uma mescla de Bovespa com renda fixa e imóveis, diversificando suas alternativas de investimento.

Exatamente como dissemos anteriormente, os traders bem-sucedidos não vivem apenas de trades.  Portanto, se você ainda deseja ser um trader:

O que você achou deste artigo? Deixe sua opinião nos comentários. Ela é muito importante para a gente.

Não se esqueça de se inscrever na nossa newsletter para receber conteúdo como esse em primeira mão.

[Resenha de Livro] Investidores conservadores dormem tranquilos

Uma das maiores referências como investidor conservador é Philip Fisher, que tem uma filosofia que visa retornos à longo prazo e conservação do capital
Matheus Maranhão
Auxiliar de Investimentos

Como um Investimento Funciona: O Guia Absolutamente Completo

O ponto de partido para saber onde investir é entender como funciona um investimento, os riscos envolvidos e como você ganha dinheiro com ele.
Thiago Cardoso
Analista Chefe

3 passos para um médico se aposentar em 12 anos

Carga de plantões em excesso, e sem tempo para curtir a família e amigos? Descubra o passo a passo para um médico se aposentar em 12 anos.
João Scognamiglio
Planejador de Investimentos

Como Montar uma Carteira de Investimentos

Uma carteira de investimentos é um conjunto de ativos que visa diversificar o seu patrimônio, protegendo-o e aumentando o potencial de retorno financeiro
João Scognamiglio
Planejador de Investimentos

5 Grandes Polêmicas sobre a Diversificação

O conceito de diversificação nos investimentos é coberto de mitos. Entenda, de uma vez por todas, quando não diversificar os seus investimentos.
Thiago Cardoso
Analista Chefe

O Caminho mais Rápido para o Primeiro Milhão

Chegar no primeiro milhão depende de um único fator: você. Esse artigo mostra o que priorizar para atingir seu primeiro milhão da forma mais rápida.
João Scognamiglio
Planejador de Investimentos